No fim de agosto e início de setembro aconteceu o Festival de Cinema de Veneza, um dos mais antigos eventos internacionais da área. Sua primeira edição aconteceu em 1932 e desde então, é um dos acontecimentos mais esperados do ano, para profissionais e amantes do cinema. A premiação ocorreu sábado passado, dia 11 de setembro de 2010.

A cidade foi formada num arquipélago da laguna de Veneza, no golfo de Veneza, no noroeste do mar Adriático. Tornou-se uma potência comercial a partir do século X, no qual sua frota já era uma das maiores da Europa. Foi uma das cidades mais importantes da Europa, com uma história rica e complexa e um império de influência mundial comandado pelos doges, os líderes da cidade. Como cidade comercial, tinha várias feitorias e controlava várias rotas comerciais no Levante. Eram suas feitorias cidades como Negroponto e Dyrrhachium (atual Durrës), assim como ilhas inteiras:Creta, Rodes, Cefalônia e Zante, por exemplo. O historiador Fernand Braudel classificou-a como a primeira capital econômica do Capitalismo.

Vencedores

Leão de Ouro para Melhor Filme: “Somewhere”, de Sofia Coppola (foto)

Leão de Prata para Melhor Diretor: Álex de la Iglesia, por “Balada Triste de Trompeta”

Prêmio Especial do Júri: “Essential Killing”, de Jerzy Skolimowski

Coppa Volpi para Melhor Ator: Vincent Gallo, por “Essential Killing”

Coppa Volpi para Melhor Atriz: Ariane Labed, por “Attenberg”

Prêmio Marcello Mastroianni para Melhor Atriz Jovem: Mila Kunis, por “Black Swan”

Osella para Melhor Fotografia: Mikhail Krichman, por “Silent Souls (Ovsyanki)”

Osella para Melhor Roteiro: Álex de la Iglesia, por “Balada Triste de Trompeta”

Leão Especial para o conjunto da obra: Monte Hellman

Leão do Futuro (Luigi de Laurentiis) – Prêmio para Filme de Estreia: “Cogunluk (Majority)”, de Seren Yüce

Mostra Horizontes

Melhor Longa-metragem: “Verano de Goliat”, de Nicolás Pereda

Prêmio Especial do Júri: “The Forgotten Space”, de Noël Burch e Allan Sekula

Melhor Curta-metragem: “Coming Attractions”, de Peter Tscherakassky

Melhor Média-metragem: “Tse (Out)”, de Roee Rosen

Menção Especial: “Jean Gentil”, de Laura Amelia Guzmán e Israel Cárdenas

Prêmio Contracampo Italiano

Melhor Filme: “20 Sigarette”, de Aureliano Amadei

Prêmio Persol 3-D ao filme mais criativo dessa tecnologia: “Avatar”, (James Cameron) e “Como Treinar Seu Dragão”, (Chris Sanders e Dean Deblois)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados