A opinião

O filme é um misto de documentário ficcional com a ficção propriamente dita. São três pedaços, intercalados, que contam a trajetória de Che Guevara. O seu começo; a sua entrevista como ‘comandante’ mundial, fazendo que suas idéias fossem ouvidas; e a própria guerrilha em Cuba. O filme conta com Rodrigo Santoro (Raúl Castro) e quem interpreta Fidel é o atual marido de Nancy na série de televisão ‘Weeds’. A camera estilosa, com muitas imagens de arquivo, mostra em cores e em preto-e-branco. Estas últimas são incrivelmente perfeitas, fornecendo uma fotografia digna e competente. Os planos são longos com a estética parada, desviando a atenção para um outro elemento, não tão importante, em cena. No estilo Soderberguiano de ser, existem muitos detalhes dentro de um instante, parecendo ao espectador que a sua percepção não captou tudo que foi apresentado. Os diálogos são diretos e quase proibidos. O passado, o presente e o futuro da trama realizam um rodízio não linear, mas não atrapalha, pelo contrário, ajuda muito no andamento do roteiro. O Che é humanizado. Um exemplo é pela asma que tem. Ele é definido como social, estadista, guerrilheiro, médico, professor, político, lider e articulista, não necessariamente nesta ordem. “Um revolucionário émovido por amor pela humanidade, justiça e verdade”, diz e complementa “Um povo que não sabe ler e escrever é fácil de enganar”. O filme é independente do segundo, mas o outro completa o entendimento. São duas histórias diferentes na parte um e na parte 2. Nesta parte, Che é apresentado, então é mais completo. Na outra é a sua própria vivência. Vale muito a pena assistir. A um e ao outro. Ou faça como eu fiz: veja as duas partes juntas. A experiência é meio cansativa, mas recompensa.

Ficha Técnica

Diretor:Steven Soderbergh
Roteiro: Peter Buchman
Elenco: Benicio Del Toro, Julia Ormond, Rodrigo Santoro, María Isabel Díaz, Demián Bichir, Ramon Fernandez, Yul Vazquez.
Produção: Laura Bickford, Steven Soderbergh
Fotografia: Steven Soderbergh (como Peter Andrews)
Trilha Sonora: Alberto Iglesias
Ano: 2008
País: Espanha/ EUA/ França

A Sinopse

A primeira parte do filme sobre a trajetória do líder revolucionário argentino Ernesto Guevara de la Serna, mais conhecido como Che Guevara (Benicio Del Toro), tem início no ano de 1956, quando Che e exilados cubanos, como Fidel Castro (Demián Bichir), encontram-se no México, articulando resistência militar contra o governo ditador de Fulgencio Batista, em Cuba.

O Diretor

(VEJA A POSTAGEM ESPECIAL SOBRE O DIRETOR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados