A opinião

Há um novo jogo que é brincar com pessoas apostando se elas irão fazer ou não algo. Não se sabe se é jogo ou realidade. O filme manipula este universo, colocando novas peças para que o espectador as junte sem saber. A curiosidade aumenta aos poucos. Ambienta-se em Las Vegas, terra do jogo americano. Aborda a história de uma família – chata, politicamente correta e submissa às ordens, com suas regras radicais e limitações – com problemas de dinheiro e vícios. As interpretações não convencem, deixando o longa superficial. Reviravoltas acontecem transformando personagens e revelando as suas fragilidades. As pessoas perdem o controle na busca do que quer. A obstinação leva à loucura literalmente, esquecendo dos detalhes simples. “Não sinto mais saudade de nada ultimamente”, diz-se. O argumento do longa é muito interessante, já os diálogos não são tão bons. Chato e sem envolver na trama quem está assistindo.

Ficha Técnica

Direção:Amir Naderi
Roteiro:Amir Naderi, Susan Brennan, Bliss Esposito, Charlie Lake Keaton
Elenco:Mark Greenfield, Alexis Hart, Nancy La Scala, Zach Thomas, Walt Turner, Benjamin Weil
Fotografia:Chris Edwards
Montagem:Amir Naderi
País:Estados Unidos
Ano:2008

A Sinopse

O casal Eddie e Tracy Parker, ex-viciados em jogatina, vivem com o filho adolescente, Mitch, na periferia de Las Vegas. Atualmente, eles lutam para não voltar ao vício e manter o equilíbrio familiar. Eddie trabalha em uma loja de pneus usados, enquanto Tracy é garçonete e cultiva um pequeno jardim no quintal de casa. Mas os esforços para manter uma vida tranquila desaparecem quando um oficial da marinha bate à porta anunciando que há algo de muito especial em seu terreno. Encontrar a evidência por trás dessa revelação se torna a nova obsessão da família. Festival de Veneza 2008.

O Diretor

Nasceu em 1945, no Irã, e começou a carreira como fotógrafo ainda em Teerã. Aos 25 anos, realizou seu primeiro filme, Goodbye Friend, e em 1975, recebeu o Prêmio do Júri no Festival de Cannes por Waiting. Na década de 1980, dirigiu The Runner (1985) e Água, Vento, Areia (1989). Após ter uma série de filmes censurados pelo governo, mudou-se para Nova York, onde é professor na Universidade de Columbia e na Escola de Artes Visuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados