A opinião

A camera sensibiliza com os detalhes, é uma intrusa invisível. Os personagens são grandes demais para caberem na tela. O filme mostra um momento na vida de um casal de apaixonados. Idiossincrasias de um namoro, com brincadeiras que só eles entendem e só servem para o mundinho que estão. Aprisionados no amor um do outro. Uma carência dependente assentada. É sensível nas conversas e convivências. É uma história nostálgica atual no tempo deles. Não há pressa, apenas a vida acontecendo.

Notas do Diretor

“Dediquei um ano no meu filme. Aprendi muito neste cinema (Odeon). Vi o primeiro filme (‘Sombras’) do Cassavetes (John Nicholas Cassavetes)”
“Paulo José é incrível. Aprendi artisticamente e como homem”

Ficha Técnica

Direção: Pedro Freire
Roteiro: Pedro Freire
Elenco: Paulo José Juliana Carneiro da Cunha
Fotografia: Andrea Capella
Montagem: Moema Pombo e Livia Arbex
Música: Pedro Sá
País: Brasil
Ano: 2009

A Sinopse

Rodrigo e Suzana estão namorando há poucas semanas. Ele tem 72 anos, ela tem 60, e estão completamente apaixonados. Juntos, passam os dias na cama, namorando, batendo papo, comendo e rindo.

O Diretor

Formado na Escola de Cinema de Cuba. Dirigiu seis curtas, entre eles Antesala (2006), selecionado para os festivais de Turim, Oberhausen e Cinéma du Réel. Trabalhou como diretor de elenco ou assistente de direção para Karim Aïnouz, Enrique Diaz, Sérgio Machado e Jonathan Nossiter.

O Ator

Paulo José Gómez de Sousa nasceu em 20 de março de 1937 em Lavras do Sul, Rio Grande do Sul. É ator e narrador.

Filmografia

2009 – A Festa Da Menina Morta
2006 – Saneamento Básico
2004 – Person
2004 – Benjamim
2004 – O Vestido
2003 – O Homem Que Copiava
2003 – Apolônio Brasil, O Campeão da Alegria
2002 – Poeta de Sete Faces
2002 – Dias de Nietzsche em Turim
1999 – Outras estórias
1998 – Policarpo Quaresma, herói do Brasil
1997 – Anahy de las Misiones
1991 – A Grande Arte
1989 – Dias Melhores Virão
1989 – Faca de Dois Gumes
1988 – O Mentiroso
1983 – A Difícil Viagem
1981 – O Homem do Pau-Brasil
1981 – Eles Não Usam Black-Tie
1975 – O Rei da Noite
1972 – Cassy Jones, o Magnífico Sedutor
1971 – A Culpa
1971 – Gaudêncio, o Centauro dos Pampas
1969 – Macunaíma
1968 – As amorosas
1968 – O Homem Nu
1968 – Os Marginais
1968 – A vida provisória
1968 – Como vai, vai bem?
1967 – Bebel, garota-propaganda
1967 – Edu, coração de ouro
1966 – Todas as Mulheres do Mundo
1965 – O Padre e a Moça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados