A opinião

O filme é engraçado num tom de humor negro. Versa sobre duas pessoas, impossibilitadas, mas apaixonadas do jeito delas. A forma como apaixonados tratam-se ninguém irá entender. É tão subjetivo. O ínicio possui interpretações encenadas, com uma fotografia de apresentação excelente, que vão ganhando toques de graça. É crescente. Do humor ao amor. O argumento é inteligente. As atuações iniciais são observados alguns deslizes imperceptíveis, mas logo resolvidos. Lembrou-me muito o filme ‘Bent’ numa cena específica versão hetero. Há sensibilidade até no riso nervoso. É romântico sem ser piegas. Atenção, aguarde até o final dos créditos. Existe uma grata surpresa.

Notas do Diretor

“O filme é o reencontro do afeto”.

Ficha Técnica

Direção: Rafael Primot
Roteiro: Rafael Primot
Elenco: Debora Falabella Rafael Primot Lilian Blanc Nuredim Clara Rosa
Fotografia: Marcio Langeani
Montagem: Fausto Noro
Música: Somzera
País: Brasil
Ano: 2009

A Sinopse

Ainda nos restam o amor e a esperança de um futuro melhor.

O Diretor

Ator, diretor, escritor, estudou Cinema na FAAP e e fez pós-graduação em Psicologia aplicada ao cinema. Dirigiu os filmes Artifícios, com Paulo Autran, Produto Descartavel e Manual para Atropelar Cachorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados