A opinião

Metafora do crescimento. O irmão mais velho, endurecido e revoltado, ensinando ao mais novo como crescer, de um jeito pessoal e do que acha certo. As idéias de ser de um são repassadas ao outro. O amor deles existe, mas a defensiva também é refletida. Há uma cumplicidade ora sentimental, ora de gato e rato. As ações do ‘professor’ são radicais, impulsivas e não são pensadas. O cuidado de proteção é forte adquirindo a força de uma figura paterna, já que o pai não está lá. Adiciona-se as transformações de um adolescente à história. Nisso, o menor observa tudo a sua volta, formando assim as suas convicções de certo e errado, experimentando sensações e decepções. A frase do filme “Pare de alimentá-lo e ele sairá logo” exemplifica o caminhar pelos próprios pés. O filme é bonito, com a fotografia granulada.

Ficha Técnica

Director: Eran Merav
Elenco: Reuven Badalov, Ronit Elkabetz, Lia Krumetz, Tzachi Grad
Roteiro: Eran Merav
Produtores: Assaf Amir, Nathan Karmitz, Charles Gillibert
País: Israel / França
Ano: 2009

A Sinopse

Os irmãos Zion, de 14 anos, e Meir, de 17, vivem no subúrbio de Haifa, em Israel, e são inseparáveis. Diante do pai ausente e da mãe constantemente endividada e mais preocupada com o namorado, Meir assume para si a responsabilidade de cuidar do irmão mais novo. Mas quando os dois se envolvem num acidente com um colega de classe de Zion, a relação de lealdade que sempre tiveram é abalada. A pressão moral de ser cúmplice de um segredo e os confrontos entre Meir e o namorado da mãe fazem Zion se afastar do irmão e buscar um caminho próprio.Competição do Festival de Sundance 2009.

O Diretor

Nasceu em 1975, em Israel. Após cursar um ano de cinema na Escola de Arte Camera Obscura em Tel Aviv, foi para a Escola de Cinema e Televisão Sam Spiegel em Jerusalém, onde formou-se em 2002. Seu filme de formatura Underdog recebeu uma Menção Especial no Festival de Berlim de 2003. Em 2006, desenvolveu o roteiro de Zion e Seu Irmão, seu primeiro longa-metragem, no Laboratório de Cineastas e Roteiristas de Sundance.

Top 12 dos Melhores Filmes de Israel

01 – Valsa com Bashir (Ari Folman) 2008
02 – Asas Quebradas (Nir Bergman) 2002
03 – A Noiva Síria (Eran Riklis) 2004
04 – Expresso para o Inferno (Andrei Konchalovsky) 1985
05 – Exuberante Deserto (Dror Shaul) 2006
06 – Núpcias na Galiléia (Michel Khleifi) 1987
07 – Kedma (Amos Gitai) 2002
08 – Delicada Relação (Eytan Fox) 2002
09 – Machssomim (Yoav Shamir) 2003
10 – Fogueira (Joseph Cedar) 2004
11 – Lemon Tree (Eran Riklis) 2008
12 – A Banda (Eran Kolirin) 2007

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados